Equipe do Canastra em Destaque

Tem algo novo ganhando força entre os bares de rua do Rio! Claro, bares como o Belmonte e o Jobi continuam a fazer sucesso com a fórmula testada e aprovada desde os anos 50 de chope gelado e comida de bar gostosinha, mas é melhor eles tomarem cuidado. Os dias do boteco mais tradicional estão contados, e no lugar dele está surgindo a tendência mais quente das noites do Rio. O conceito junta o amor do carioca por beber ao ar livre a algo novo e diferente.

Canastra Bar em Destaque

Onde fica: Rua Jangadeiros, 42, loja B, Ipanema, 18h/meia-noite
O que vende: Vinho, cerveja, queijos e embutidos

Esse pequeno boteco escondido atrás da estação de metrô General Osório em Ipanema não chama muita atenção à primeira vista, mas ao cair da noite ele literalmente ganha vida. Aberto no início deste ano por três franceses e um carioca, o bar chegou como uma novidade absoluta e já atrai uma grande clientela com seu ambiente informal tão aconchegante.  As mesas se espalham pela calçada e os simpáticos garçons serpenteiam por entre a multidão. O conceito descomplicado do Canastra propõe uma carta de vinhos simples e uma variedade de petiscos no melhor estilo bistrô, que vão da burrata fresca ao polvo marinado e incluem ainda oções com carne seca e queijo boursin. Sentamos para conversar com Vassia Tolstoi, um dos donos, e perguntamos para ele sobre a fundação do Canastra e o que ele mais gosta de fazer na Cidade Maravilhosa.

P. De onde surgiu a ideia do Canastra?
R.  Abrimos o Canastra com o objetivo de criar um bar onde as pessoas pudessem se encontrar; um bar que refletisse nossa personalidade! Queríamos algo relaxado, informal e que só vendesse vinho e comida nacionais.  Um boteco com sabor de bistrô!

P. Quais são os planos do Canastra para o futuro?
R. Nossos planos envolvem produzir nosso próprio vinho.

Q. Quais são seus lugares favoritos para: 

P. Qual é o segredo mais bem guardado do Rio?
R. A receita de sardinha do GG, coproprietário do Canastra.

Partilhe este artigo!
  • Cidadã

    O conceito de desrespeito à cidade e à vizinhança é antigo nos ares cariocas. Enquanto cidadão, todos exigem que um bar tenha sucesso respeitando o espaço que ocupa sendo legalmente correto: com alvará de funcionamento, desocupação irregular de calçadas, lei do silêncio e, despejando o lixo no lugar correto. Que o Bar Canastra tente se enquadrar em todos os quesitos.